PREFEITURA E SENAR PROMOVEM CURSO DE OLERICULTURA EM PIRAJUBA

0
5

Aconteceu nesse mês de outubro, em Pirajuba, um curso profissionalizante de olericultura promovido pelo SENAR em parceria com a Secretaria de Assistência Social, por meio do CRAS. Olericultura, para conhecimento de todos, é um termo utilizado para designar o cultivo exclusivo de verduras e legumes, essa modalidade de plantio permite mais de um cultivo por ano, uma vez que, tais culturas possuem ciclos biológicos consideravelmente curtos, gerando uma boa rentabilidade em pequenas áreas quando comparado a grandes culturas, como soja e milho, por exemplo. No total participaram 14 pessoas, orientadas pelo instrutor do SENAR, Flávio Cavalhares. Diversos temas foram abordados, providenciando que além de conhecimento teórico, os participantes pudessem aplicar na prática o que absorveram, além disso, a ação contou com a participação da empresa AVIL, que doou adubo e calcário para a utilização nesse primeiro plantio. A comunidade também colherá os benefícios, sendo que os diversos tipos de folhas e leguminosas cultivadas durante o curso atenderão ao CRAS e o Grupo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Para Flávio foi um momento de bastante aprendizado, no qual conseguiu transmitir conhecimentos valiosos sobre o assunto aos participantes. “O curso compartilhou várias informações a respeito de como a gente procede para montar um canteiro, adubar e preparar, entre outros assuntos que fazem parte do processo, como por exemplo, a montagem de compostos orgânicos e biofertilizantes. Construímos também um viveiro para abrigar as bandejas com sementes, mudas de hortaliças, além de aprender também como plantar com o espaçamento correto”, explicou o instrutor do SENAR. Rosana Silva Tiago, coordenadora do CRAS, explica que o curso tem um papel fundamental na comunidade, pois além de introduzir conhecimento sobre um assunto que até então poucos dominam, também cria consciência sobre a importância da procedência dos alimentos que consumimos. “Com esse curso, as pessoas aprendem técnicas de como produzir seu próprio alimento de forma saudável e isso melhora a qualidade de vida. Elas têm mais autonomia e consciência para garantir uma alimentação segura de maneira muito simples” comentou ela. O Prefeito Rui Gomes Nogueira Ramos, bastante satisfeito com a aceitação do curso pela comunidade, comentou que a ação não só conta pontos na profissionalização dos participantes, como também cria um vínculo cooperativo entre e a comunidade, tendo em vista que tudo o que for colhido servirá a mesma, especificadamente o CRAS e o SCFV. “O que desejamos é incentivar que o nosso povo também possa prover os seus próprios alimentos, de uma maneira mais sustentável e com certeza mais econômica. O curso apresenta alternativas para o cultivo que não exigem nenhum processo de industrialização ou produto químico para que haja resultados, propiciando oportunidades que estão ao alcance de todos os interessados e que ainda por cima necessita de um esforço coletivo para gerar resultados, consequentemente, aproximando mais a comunidade”, finalizou o chefe do executivo – Secom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here